Faça parte. Contribua. Aprenda.

Contribua e aprenda com grandes intelectuais.
Doe R$ 200 ou mais e ganhe um curso. — Professor do mês: Marcio Pochmann.

Instituto Lula

Menu

Encontro em SP irá debater investimento brasileiro na África

03/11/2011 15:32

Em 2005, acompanhado do presidente do Senegal, Abdoulaye Wade, Lula visitou a Ilha de Gorée, próxima à capital do país. O local já foi um dos maiores centros de comércio de escravos da África. Foto: Ricardo Stuckert/PR.

Em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o Instituto Lula irá realizar, em 16 de novembro, uma reunião com empresários brasileiros para tratar de investimentos nos países da África.

Para o encontro foram convidados empresários que já investem ou que têm interesse em investir em países do continente africano. Eles vão discutir formas de sintonizar esses investimentos com as metas de desenvolvimento desses países e contribuir para a melhoria das condições de vida de suas populações. Também estarão presentes representantes de organismos multilaterais, do governo brasileiro e embaixadores de países africanos em Brasília, além de técnicos e acadêmicos.

A reunião ocorrerá na sede da Fiesp, em São Paulo. Para falar sobre o papel do setor privado e o desenvolvimento do Continente Africano, está prevista a participação do vice-presidente para Infraestrutura do Banco Africano de Desenvolvimento, Bobby Pittman, do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e do presidente da organização “Global Alliance for Improved Nutrition”, Jay Naidoo.

A presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dependerá da rotina de seu tratamento contra o câncer de laringe.

Aproximação com a África
Esta é mais uma iniciativa promovida por Lula, dessa vez em parceria com a Fiesp e a Febraban, para estreitar as relações de cooperação entre o Brasil e os países africanos.

Segundo a diretora Clara Ant, responsável pelas atividades do Instituto Lula voltadas à África, desde que deixou a Presidência, Lula viajou à África três vezes. Na viagem mais recente, participou como convidado de honra e chefe da missão diplomática brasileira da Cúpula de Chefes de Estado da União Africana. Em junho, o Instituto Lula realizou uma primeira reunião com especialistas em África de diversas áreas do conhecimento. Além disso, ao longo deste ano, o ex-presidente encontrou, na sede do instituto, com diversos chefes de estado, delegações diplomáticas e representantes de organizações sociais do continente africano, além de estudiosos, como os professores Alberto Costa e Silva e Luís Felipe Alencastro.

Durante os oito anos de seu governo, o ex-presidente tratou a aproximação com a África como uma das principais iniciativas da política externa brasileira. Lula foi o presidente que mais visitou o continente africano, que mais estabeleceu convênios de cooperação técnica e mais incentivou as trocas comerciais entre o Brasil e os países africanos, conforme relatório do Balanço de Governo 2003-2010.