Faça parte. Contribua

Vamos juntos manter o Instituto Lula em atividade neste primeiro semestre de 2018

Participe

Instituto Lula

Menu

“Lei da terceirização tem um só ganhador, o patrão, e milhões de perdedores, os trabalhadores”, diz Lula

28/04/2015 22:20

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta terça-feira (28), que o projeto de lei 4330, que permite às empresas ampliar a terceirização dos trabalhadores, "é um retrocesso a antes do governo de Getúlio Vargas”. “Estamos voltando a 1930, tentando estabelecer uma relação de trabalho com um só ganhador, o patrão, e milhões de perdedores, os trabalhadores”, disse. “Com essa lei eles querem voltar ao passado, quando a classe trabalhadora era tratada da forma mais perversa possível”, completou Lula. 

O discurso aconteceu durante a abertura do simpósio "Ação coletiva, democracia, trabalho e transformação social - Os 35 anos das grandes greves do ABC e o futuro das negociações coletivas", realizado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. 

Entre representantes do Ministério Público do Trabalho, da Justiça do Trabalho e sindicalistas, Lula relembrou sua trajetória no Sindicato dos Metalúrgicos, que começou em 1969. Um vídeo exibido na cerimônia resgatou imagens do ex-presidente e outros líderes sindicais durante as greves dos anos 70 e 80. Sobre o período, ele disse que “a greve de 1978 foi uma marco na conquista da consciência política da classe trabalhadora brasileira”. Para o ex-presidente, a história do movimento sindical precisa ser valorizada: “precisamos ter consciência de que não é possível fazer a juventude pensar no futuro se não conhecerem o que aconteceu no passado". 

O simpósio é organizado pelo Ministério Público do Trabalho em parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e vai até o dia 29 (quarta).