Instituto Lula

Menu

Pré-Sal vai destinar R$ 1,3 tri a educação e saúde

29/08/2014 19:12

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Conheça no site O Brasil da Mudança  as lutas e as conquistas do Brasil com o Pré-Sal. Com Lula, a Petrobras deu o extraordinário salto tecnológico que a tornou capaz do feito inédito: a extração de petróleo a 7 mil metros de profundidade, a 300 km da costa. Com Dilma, a produção do Pré-Sal ultrapassou a marca histórica de 500 mil barris diários, apenas oito anos após a descoberta de uma das maiores jazidas do planeta. Graças ao Pré-Sal, cujas reservas podem chegar a 35 bilhões de barris, o Brasil dobrará a produção até 2020, chegando a 4,2 milhões de barris diários, tornando-se um dos maiores exportadores mundiais de petróleo.

O mais importante: em vez de entregar a maior parte dessa riqueza do povo brasileiro a empresas estrangeiras, como no passado, os governos do PT optaram pelo modelo de partilha, garantindo  a maior parte dos lucros para a União e subordinando a exploração do Pré-Sal ao projeto de desenvolvimento industrial e tecnológico do país, dinamizando várias cadeias produtivas. Em vez de, como no passado, comprar navios e plataformas no exterior, gerando emprego e renda lá fora, Lula e Dilma ressuscitaram a indústria naval brasileira, que hoje emprega 78 mil trabalhadores - contra apenas 3 mil no governo anterior.

Nas próximas três décadas, o petróleo que jorra das profundezas do mar deverá destinar cerca de R$ 1,3 trilhão à educação e à saúde, graças à nova legislação sancionada pela presidenta Dilma em 2013.

Leia mais no site O Brasil da Mudança: www.brasildamudanca.com.br/pre-sal