Instituto Lula

Menu

"Precisamos continuar sonhando com um futuro melhor"

30/08/2017 10:11

Lula na chegada do evento em Quixadá (CE). Foto: Ricardo Stuckert

O que você sonha para o futuro do Brasil?

Esse foi o questionamento feito pelo ex-presidente Lula, em todos os dias de sua viagem pelo Nordeste, no projeto Lula pelo Brasil.

“Eu não acredito em uma sociedade que não seja tocada por sonhos e esperanças. Temos que sonhar e sonhar grande. Quem sonha pequeno, não consegue dar o salto de qualidade que precisamos dar na vida”, afirmou.

Durante ato pela defesa da democracia na Praça Placido Castelo, em Quixadá, o ex-presidente lembrou que sempre sonhou alto e em um futuro melhor para o país.

“A vida inteira eu sonhei que podíamos acabar com a miséria do país e tirar o Nordeste das páginas dos jornais por conta do analfabetismo, desnutrição e seca. Eu queria provar que o povo nordestino e pobre desse país é igual a qualquer outro, eles só precisavam de oportunidade. E conseguimos, mas temos que sonhar com o impossível, para conquistar o possível”, disse.

O povo reconhece quem realmente governou em defesa dos brasileiros e, assim como em todo o país, os cearenses veem em Lula a esperança para um futuro melhor no Brasil.

O vice-presidente do PT, Marcio Macedo, ficou surpreso com a grande acolhida do povo cearense e agradeceu o carinho com o ex-presidente. “Valeu Quixadá e toda região! Os meios de comunicação estão fingindo que a caravana não está acontecendo, mas a viagem está mostrando outra coisa: o povo para na estrada para beijar e abraçar Lula”, disse.

Na maior cidade do sertão central do Ceará, o governador Camilo Santana ressaltou a mudança que o governo Lula fez na região com a criação de cisternas e unidades habitacionais.

“Esse carinho é a gratidão do povo para o homem que mais fez pelo povo na história desse país. Quem mais libertou o povo do Nordeste foi Lula, dando a possibilidade para o jovem pobre e do campo ir à universidade, para que as pessoas pudessem ter água através do maior programa de cisternas, além do programa Minha Casa Minha Vida. Temos 1500 unidades habitacionais em Quixadá”, disse.

Ainda sobre os sonhos e incertezas do futuro, Lula lembrou que tinha medo de não atingir todas as metas prometidas ao povo, mas continuou lutando e sonhando grande.

“Ninguém imaginava que pudéssemos fazer um milhão e duzentas mil cisternas nesse país e não é possível parar, mas os golpistas estão parando. Com esse governo, o pobre não existe, o pobre atrapalha. Mas para mim, o pobre é a razão da construção de um país melhor”, afirmou.

Lula ainda lembrou que, antes de assumir a presidência, o país estava com a inflação alta e com a economia caindo. A mesma situação vista agora, só que pior.

“Agora mesmo vocês estão vendo a economia caindo, os estados arrecadando menos e o governo federal não investe em nada, porque ele usou 14 bilhões de reais para comprar votos e não ser afastado”, afirmou.

Com Lula, o pobre não era problema e, sim, a solução. “No meu governo, bastou colocar o pobre para participar da economia, que o país foi para frente. Esse é o presidente que mais fez universidades nesse país e só fiz graças a vocês. O Nordeste hoje tem mais alunos na universidade do que o sul do país”.

“Faltam 14 meses para as eleições e se eu for candidato, vocês vão ganhar as eleições outra vez! Se eles não sabem consertar esse país que eles mesmo quebraram, o metalúrgico aqui é capaz de consertar esse país e voltar esse país crescer”, finalizou.

O prefeito de Quixadá, Ilário Marques, concordou e enfatizou “ ex-presidente não, o certo é nosso eterno presidente Lula. Não abriremos mão da democracia e dos direitos sociais conquistados no seu governo. Somos muito gratos a tudo que você construiu e vamos responder na política a cada ataque que você sofrer e vamos construir a nossa unidade com paz e inclusão social para todos”.

Legado de Lula em Quixadá
O município teve muitas mudanças positivas durante os governos do PT. Dentre elas, está a consolidação do município como “cidade universitária”, que conta com a implantação do campus avançado da Universidade Federal do Ceará (UFC). Localizado em um dos pontos turísticos mais visitados da cidade, na região do açude do Cedro, o campus foi criado como unidade acadêmica em setembro de 2006.

Hoje, a instituição possui 6 cursos na área de Tecnologia da Informação e Comunicação, que possibilitam desenvolver um grande polo de TI, com condições de empregabilidade de alto valor agregado, segundo o prefeito Ilário Marques.

Em 2008, a cidade contava com uma refinaria de biodiesel, inaugurada por Lula em 2008 e que está temporariamente desativada, desde novembro de 2016, por conta do regime de sucateamento do governo atual.

Além das universidades, a cidade também ganhou com as políticas sociais que beneficiaram o povo nordestino, em especial do semiárido.

Da Redação da Agência PT de Notícias