Instituto Lula

Menu

Parlamentares e líderes britânicos denunciam prisão e pedem Lula Livre

02/07/2019 12:11

Foto: Divulgação

Após as revelações, pelo The Intercept Brasil, de mensagens trocadas entre o então juiz Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato, parlamentares, acadêmicos e sindicalistas britânicos lançaram documento exigindo justiça e liberdade para Lula

Estamos profundamente preocupados com o fato de o sistema judicial do Brasil ter sido usado para fins políticos com a prisão do ex-presidente Lula.

Novas revelações sobre como o juiz Sérgio Moro colaborou com os promotores para garantir a prisão de Lula mostra um flagrante desrespeito à democracia brasileira e ao Estado de Direito.

Há evidências crescentes de que Lula foi preso para ser impedido de concorrer na eleição presidencial de 2018, vencida pelo candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro.

Bolsonaro disse que quer que Lula “apodreça na prisão”. Inacreditavelmente, o juiz Moro já foi nomeado pelo presidente para ser ministro da Justiça do Brasil.

Pedimos a liberdade de Lula e nos solidarizamos com aqueles que defendem a democracia e o Estado de Direito no Brasil.

Assinam:

Richard Burgon, membro do Parlamento, Labour
Baroness Jean Corston, Labour
Grahame Morris
membro do Parlamento, Labour
Dan Carden MP, Labour
Christine Blower, NEU (NUT section), secretaria internacional e vice-presidente da Brazil Solidarity Initiative
Tony Burke, assistente da secretaria geral, Unite
Dr Renata F Peters, professor associado, UCL
David H Treece, professor de português, King’s College London
Dr Oscar Guardiola-Rivera, professor de direito, Birkbeck
Dr Fiona Macaulay, professora sênior, Bradford University
Professor Alfredo Saad Filho, SOAS
Dr Angela Torresan, professora de antropologia, University of Manchester
Tariq Ali, historiador e escritor
John Pilger, jornalista e documentarista
Kate Hudson, secretaria geral, CND

A nota original foi publicada no jornal britânico Morning Star .