Instituto Lula

Menu

Mutirão Lula Livre realiza atividades em todo o país

27/05/2019 11:07

Foto: Comitê Lula Livre Campinas

Do Brasil de Fato

Espaços públicos de diversas cidades do país foram tomados por militantes em defesa da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste sábado (25). As atividades deram início ao chamado "Mutirão Lula Livre", cujo objetivo é combater a desinformação e esclarecer as inconstitucionalidades dos processos jurídicos contra Lula, bem como atravessar a polarização e promover o diálogo. O ex-presidente está preso há mais de um ano na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR)

De acordo com os organizadores da Campanha Lula Livre, o objetivo é também denunciar que o ex-presidente é um preso político, vítima de um processo "mentiroso e sem provas". Ao mesmo tempo, busca mostrar que a atuação de Sergio Moro não tem nada a ver com o combate da corrupção, e assim "desmascarar a farsa montada pelo atual ministro da Justiça na condenação de Lula e como o país sofre as consequências desse processo".

Para Renato Simões, do Comitê Nacional Lula Live, o Mutirão conseguiu uma grande capilaridade com o apoio da militância. “A intersecção do debate Lula Livre com o tema da Previdência e as mobilizações marcadas para o dia 30 ficou evidente durante as atividades. Muito se falou sobre estes três pontos”, contou. O mutirão vai ser realizado uma vez por mês, sempre com esses objetivos.

Cartas, faixas, cartazes, plenárias, intervenções artísticas, conversas… Toda forma de expressão está sendo utilizada como ferramenta do Mutirão Lula Livre, organizado por centenas de voluntários.

Confira abaixo as atividades que foram realizadas neste sábado:

Campinas (SP) - O Cordel Lula Livre, cartazes e jornais foram distribuídos durante uma ação no largo da Catedral Metropolitana para conversar com a população e denunciar a perseguição jurídica contra o ex-presidente. Também foram coletadas assinaturas contra a Reforma da Previdência e informar a perversidade da reforma para com os mais pobres. O largo da Catedral é um dos pontos mais movimentados da cidade.

Curitiba (PR) – A Vigília Lula Livre montou uma banquinha de cartas para o ex-presidente. O gesto soma-se as atividades que são mantidas diariamente pela Vigília, que há 413 dias, resiste em frente a Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde o ex-presidente está preso injustamente.

Distrito Federal (DF) - Em Santa Maria, apoiadores do ex-presidente bateram de porta em porta para distribuir panfletos, defender Lula e explicar a falta de provas nos processos que o condenaram. Também no DF, neste sábado, os membros do Comitê Lula Livre participaram da comemoração de 17 anos do maior assentamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na capital federal. Além de defender a importância de Lula Livre, o evento debateu a Reforma Agrária e a Agroecologia. 

Natal (RN) - O Jornal Brasil de Fato, edição especial sobre Lula foi distribuído durante um diálogo com a população que frequenta a feira local no bairro do Alecrim, um dos mais populosos da capital do Rio Grande do Norte. Panfletaço, banderiaço e adesivaço tomaram a Praça Kennedy na parte da manhã.

Montanhas (RN) - Foi organizado o Bazar Lula Livre, iniciativa do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade, juntamente com o Comitê Lula Livre. Também foi realizada uma panfletagem na Praça do Disco Voador. 

Porto Alegre (RS) – O Comitê Suprapartidário Lula Livre Cidade Baixa e o bloco Ai Que Saudade do Meu Ex espalharam faixas pela liberdade de Lula. Três viadutos foram decorados. 

Rio de Janeiro (RJ) – As consequências da prisão política e injusta de Lula também foi tema de diálogo na Praça Saenz Peña, zona norte do Rio de Janeiro. A faixa pendurada no local pedia a  liberdade do ex-presidente. No Largo do Machado foram instalados uma banquinha e varal de argumentos com a população sobre a prisão política do ex-presidente, o que facilitaram o diálogo com a população. 

São Paulo (SP) – Na capital paulista, o Mutirão Lula Livre ocorreu no vão livre do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP). A ação teve início no final da manhã e dialogou com os transeuntes sobre o caráter político da prisão de Lula.

Também há registro de atos nas cidades de Paraty (RJ), Ubatuba (SP) e Campo Grande (MS). 

Confira a programação completa do Mutirão.

Edição: Daniela Stefano