Instituto Lula

Menu

Cartas a Lula viram peça de teatro na França

30/04/2019 15:09

Foto: Instituto Lula

O dramaturgo Thomas Quillardet afirma que a trajetória recente do ex-presidente, contada através das cartas, é um espelho do que acontece com a democracia brasileira

As cartas do povo brasileiro a Lula vão virar peça de teatro em Paris. A iniciativa é do dramaturgo francês Thomas Quillardet que, comovido e espantado com a prisão do ex-presidente, decidiu levar a seu país um pouco do que movimentou o cenário político no Brasil no último ano. Mais especificamente, desde 7 de abril de 2018, quando Lula chegou à sede da Polícia Federal em Curitiba, onde é mantido preso político. A peça se chama, por isso, Abril, abril

Quillardet decidiu fazer esse retrato do Brasil através das cartas que Lula tem recebido desde que foi encarcerado — até agora, já foram mais de 30 mil correspondências. A ideia do diretor é levar informação através da arte: “Queremos relembrar o povo francês do que está acontecendo no Brasil, mas de uma forma sensível, não jornalística”. Segundo avaliação de Thomas, a maneira como a imprensa tradicional francesa trata a situação do país desde o impeachment de Dilma Rousseff e, mais recentemente, a condenação e prisão de Lula é “muito equivocada”. 

O dramaturgo entende ser possível traçar uma linha do tempo da democracia brasileira nos últimos anos tendo a situação de Lula como um espelho. E afirma: “A libertação de Lula é a única forma possível de restabelecimento da democracia no Brasil”. Quillardet acredita que o evento, além de levar informação, cumpre outros papéis: se soma à campanha internacional de solidariedade ao ex-presidente, e serve como um alerta para os riscos que a democracia sofre e os mecanismos pelos quais pode ser destruída em qualquer país.

Thomas Quillardet visitou o Instituto Lula nesta terça-feira (30) para ver de perto o que conhecia apenas através de relatos. Se encantou com a riqueza do acervo de mensagens e presentes recebidos pelo ex-presidente e sabe que terá trabalho para selecionar apenas alguns dentre tantos registros memoráveis. Durante a performance, as cartas escolhidas serão lidas e interpretadas por atores, atrizes e outras personalidades francesas e brasileiras. O evento está marcado para o dia 25 de junho, no Monfort Théâtre, teatro da prefeitura de Paris.