Instituto Lula

Doe agora
Menu

Ex-mandatário português: De onde vem tanto ódio a Lula?

13/12/2019 19:17

Lula foi o melhor presidente que o Brasil já teve e por isso mesmo a elite brasileira quer apagar sua história. O ex-primeiro ministro de Portugal, José Sócrates, esteve na última quarta-feria (11) no lançamento do licro “Lawfare: uma introdução”, na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo.

Sócrates disse que a guerra que é movida contra Lula não é como uma guerra comum, é uma "guerra de aniquilação", cujo objetivo final é eliminar a existência do adversário. Falando sobre lawfare, a tática de usar o direito como instrumento de guerra, Sócrates afirmou que o lawfare contra Lula só é possível com o apoio da mídia e de uma classe que domina parte do judiciário. Ele pediu licença para contar uma pequena anedota sobre como conheceu a obra de Leonado Boff e emendou:

"Para mim, o momento em que eu percebi esse elemento do ódio radical, o momento do ódio absoluto, foi o momento em que eu vi uma fotografiazinha do Leonardo Boff, que é um dos teólogos mais respeitados em todo o mundo, sentado num banco de jardim ao lado da Polícia Federal de Curitiba, com aquelas longas barbas brancas. Ele estava ali porque queria prestar apoio espiritual a seu amigo Luiz Inácio Lula da Silva. E a juíza disse não ". "Não!", reforçou o portugês. "Esse foi pra mim o momento da revelação: quem é esta gente. E senti curiosidade até de conhecer o rosto da juíza. E fui ver a cara. E ocorreu-me o seguinte: como é possível que corações tão jovens tenham tanto ódio? De onde vêm este ódio?"

Segundo Sócrates, Lula foi o melhor presidente que o Brasil já teve. E que também teve os melhores resultados, no crescimento econômico, na distribuição de renda, redução da desigualdade e principalmente na afirmação do Brasil no mundo. “E isso é uma coisa que a elite brasileira não consegue aceitar”, afirmou.

Para Sócrates da tragédia do golpe de 2016 se deu não só para a esquerda brasileira, como também para a direita democrática no Brasil. “A direita que deu o golpe, foi a primeira a ser engolida pelo golpe. Onde estão Fernando Henrique Cardoso, José Serra?”, perguntou.

Também vítima de lawfare em seu país, Sócrates destacou a participação da imprensa. “O livro identifica e caracteriza o lawfare muito bem. Além disso, é importante destacar o submundo do jornalismo e da justiça unidos, que formam uma aliança que cria um poder oculto, que não dá as caras”.

O livro dos advogados Cristiano Zanin Martins, Valeska Teixeira Zanin Martins e Rafael Valim foi lançado no Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco. O evento foi aberto ao público e contou com a presença do ex-presidente Lula, do ex-chanceler Celso Amorim e do ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação Fernando Haddad.

O vídeo abaixo começa já no ponto em que Sócrates conta a história citada nesta matéria:

Veja a entrevista de Sócrates ao final do evento: