Faça parte. Contribua. Aprenda.

Contribua e aprenda com grandes intelectuais.
Doe R$ 200 ou mais e ganhe um curso. — Curso do mês: Filosofia e feminismo, com Marcia Tiburi.

Instituto Lula

Menu

Lula: a missão é não calar

04/04/2019 21:34

Foto: Denise Veiga

Da Agência PT de Notícias 

Lula continua firme e disposto a lutar pelo povo brasileiro apesar de toda injustiça que tem sofrido. Esse foi o recado do procurador aposentado do Ministério Público do Rio de JaneiroAfrânio Silva Jardim, e do jornalista Juca Kfouri, que estiveram com o ex-presidente nesta quinta-feira, 04.

Para o jornalista, é impossível estar com Lula e não ficar otimista. “Ele só fala em projetos para o Brasil”, relatou.  E, quando perguntado sobre o recado do ex-presidente para o povo brasileiro, afirmou que, para Lula, “a missão é essa: não calar, discutir o Brasil, não aceitar a arbitrariedade”.

Quanto à situação política e social do Brasil, Kfouri, que foi vítima da ditadura, avalia que, hoje, o autoritarismo se estabelece de formas diferentes. “Aos vinte, conheci o DOI-COD, tenho quase 70. Não me passa pela cabeça que eles possam repetir isso. O problema é que se estabelece um regime arbitrário de maneira diferente do que ocorria 50 anos atrás. Não precisa de armas, basta você ter um judiciário seletivo, uma mídia seletiva e todos os canais que a gente viu estabelecerem o golpe [contra presidenta Dilma] até a prisão de Lula”.

O caráter político do processo contra o ex-presidente foi levado à baia pelo procurador Afrânio Silva Jardim, que também esteve com o presidente nesta quinta-feira. “Juridicamente, é um absurdo. Leciono Direito Penal há 30 anos, estudei o caso de Lula e é um absurdo”, afirmou.

Emocionado, ele disse que é inadmissível a brutalidade que é deixar isolado “um homem com tanta coisa pra falar, amado por tanta gente” e que fica perplexo que a sociedade aceite a prisão do maior líder político do Brasil.

Assista os depoimentos na íntegra

Da Redação da Agência PT de Notícias