Instituto Lula

Menu

Okamotto pede esforço em abaixo-assinado por Lula Livre

12/07/2019 11:28

Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula e membro da coordenação do Comitê Lula Livre. Foto: Ricardo Stuckert

Presidente do Instituto Lula envia carta à militância do Partido dos Trabalhadores e pede esforço concentrado de todos petistas junto a seus respectivos diretórios para que assinem abaixo-assinado dirigido ao STF.

Caras companheiras e caros companheiros dirigentes do Partido dos Trabalhadores,

Dirijo-me a vocês antes de tudo para saudar os esforços que fazem há um ano e meio pela libertação e declaração da inocência da nossa maior liderança, Luiz Inácio Lula da Silva.

Por todo o país e no exterior cresce a cada dia a campanha pela sua liberdade. Uma variedade enorme de iniciativas vem sendo tomadas, de forma a ampliar as manifestações de indignação diante da injusta prisão de Lula. Os boletins do Comitê Nacional Lula Livre semanalmente fazem uma seleção dessas ações e a distribuem pelas redes. A última edição aqui: https://youtu.be/jyNpTImKi1Y 

Após a divulgação dos diálogos nas redes sociais a envolver o então juiz Sérgio Moro e procuradores da força-tarefa chamada Operação Lava Jato nossa campanha ganhou força ainda maior. As mensagens até aqui reveladas comprovam cabalmente uma das principais linhas da defesa de Lula. Elas desnudam uma articulação ilegal e absurda entre acusadores e juiz desde o início do processo.

O trabalho desenvolvido pelo conceituado jornalista Glenn Greenwald e a equipe do portal The Intercept Brasil, ganhou a dimensão de escândalo internacional. A única reação possível diante de tantas evidências das mentiras criadas para incriminar Lula, deveria ser a sua libertação imediata.

Entretanto, não foi isso o que ocorreu. Sérgio Moro, o governo, os procuradores e a grande maioria da imprensa nacional insistem em ignorar os fatos e desqualificar as denúncias. Tentam identificar uma “ação criminosa de hackers”, pressionam os jornalistas a quebrar o sigilo das fontes e desprezam seus direitos constitucionais.

Diante desta situação, companheiras e companheiros, reconhecendo a dificuldade do momento uma vez que nosso partido está na luta sem trégua em defesa dos interesses e dos direitos dos trabalhadores, na luta contra a destruição da aposentadoria e ainda organizando nosso 7º Congresso Nacional venho por meio desta solicitar que realizem um esforço concentrado e extraordinário junto a seus respectivos diretórios para a divulgação e organização de coletas de assinaturas para o abaixo-assinado dirigido ao Supremo Tribunal Federal.

O texto afirma que o então juiz Sérgio Moro rompeu a determinação de imparcialidade e impessoalidade, fixadas pela Constituição Federal de 1988, e requer a anulação dos julgamentos das ações penais contra o ex-presidente Lula.

Link aqui: https://lulalivre.org.br/abaixo-assinado/anulacaojulgamento/ 

Conclamo a todas e todos dirigentes a acompanhar os boletins suprapartidários do Comitê Nacional Lula Livre e a replicar as iniciativas ali descritas, para que em pouco espaço de tempo multipliquemos significativamente o número de assinaturas.

A manutenção de Lula na prisão, um homem de 73 anos, com um incomparável histórico de ações em defesa da imensa maioria do povo brasileiro é, mais do que nunca, inaceitável.

Tenho certeza que conto, mais uma vez, com a disposição de vocês para essa tarefa urgente e inadiável.

Um forte abraço,

Paulo Tarciso Okamotto, presidente do Instituto Lula e membro da coordenação do Comitê Nacional Lula Livre