Instituto Lula

Doe agora
Menu

As vitórias dos anos Lula contra a desigualdade social

12/11/2018 16:55

Foto: Ricardo Stuckert

O Brasil sempre foi um desafio para seus governantes. Em seus muitos problemas um dos mais graves ,e que Lula e seu governo encararam de frente, foi a desigualdade social. A distância entre os ricos e os pobres. Esse problema do tamanho do Brasil. Em seu discurso de posse em 2003  Lula afirmou que iria lutar com todas as forças para diminuir essa distância.

“Além do apoio da imensa maioria das organizações e dos movimentos sociais, contamos também com a adesão entusiasmada de milhões de brasileiros e brasileiras que querem participar dessa cruzada pela retomada pelo crescimento contra a fome, o desemprego e a desigualdade social. Trata-se de uma poderosa energia solidária que a nossa campanha despertou e que não podemos e não vamos desperdiçar. Uma energia ético-política extraordinária que nos empenharemos para que se encontre canais de expressão em nosso Governo”, afirmou o presidente Lula.

E em 12 anos de governos progressistas os avanços são imensuráveis. Em todas as áreas foram registradas evoluções dos medidores. A renda dos 5% mais pobres foi quatro vezes maior do que o crescimento dos mais ricos. Ela cresceu 63,3% na faixa dos 20% mais pobres e se expandiu 37,7% para o total da população. 


Nos anos Lula a pobreza caiu 50,64%.  A nota do Brasil no Índice de Desenvolvimento Humano da ONU, chegou a 0,755 em maio de 2016. Era de 0,649 no início dos anos 2000. Oíndice Gini do Banco Mundial caiu de 58,6, em 2002, para 52,9, em 2013. 

Programas de microcrédito  deslancharam a agricultura familiar e educação. Com mais saúde  a população brasileira teve melhoras em diversos índices, por exemplo a mortalidade infantil caiu 45% até 2015.

O fornecimento de água potável e saneamento para os 5% mais pobres, ela subiu de 23,9% para 51,1% da população. A pesquisa realizada por Tereza Campello , “Faces da Desigualdade” apresenta uma série de dados que mostram o tanto que o Brasil evoluiu nos anos Lula. 

A pobreza extrema chegou a ficar em 3% da população.

A renda per capita dos 20% mais pobres subiu 84%

Programas como o Bolsa Família e o Luz para Todos , que completaram 15 anos em 2018 revolucionaram a vida da população mais pobre. Ignorar esses avanços, ou fazer como tentam hoje em dia, apagar essa história é um desrespeito com o povo brasileiro. É um desrespeito com Lula e o melhor governo que o Brasil já teve.